• Marina Ferrari

Amamentação durante gestação e em tandem

Durante a Gestação

Não é estranho. Não é perigoso. Não é errado.


Algumas crianças percebem uma mudança no sabor do leite, e acabam desmamando por conta. E tudo bem!

Algumas dessas voltam a querer mamar após o nascimento do(a) irmãozinho(a). E tudo bem!

Algumas mães ficam muito esgotadas (não é mole, não) e preferem desmamar o(a) mais velho(a). E tudo bem!

Algumas mães são assustadas por maridos, outros familiares e até profissionais de saúde (desinformados) por conta de sesus preconceitos e receios. E isso não está tudo bem!


Amamentar durante a gestação está liberado!


O que é esperado que aconteça:

- Sensibilidade nos mamilos e nas mamas

- Fadiga (relacionada à gestação, não à amamentação)

- Pequena redução na produção de leite

- Mandança de sabor (aumento de sódio e redução de lactose)

- Esses últimos dois pode levar à criança a desmamar por conta.


Mas tem muitas crianças que seguem mamando normalmente. Esse leite durante a gestação, apesar do sabor diferente, não faz mal e nem é "fraco"!


OBS: Em situações de risco alto de parto prematuro, profissionais de saúde orientam o desmame durante a gestação, fisiologicamente explicado pelas contrações uterinas. Mas não existe perigo documentado à mãe ou ao feto em gestações saudáveis e sem complicações.


Amamentar em Tandem

[tanto o recém-nascido quanto o(a) mais velho(a)]

Não é estranho. Não é perigoso. Não é errado.


Apenas garanta que o bebê recém-nascido está recebendo leite suficiente (amamente ele primeiro, dê preferência).

Sim, você será capaz de produzir leite suficiente. Assim como mãe de gêmeos pode produzir para dois bebês nascidos juntos.


É importante lembrar que a capacidade de produção de leite aumenta com o número de gestações.


Amamentar em tandem também ajuda na descida do leite maduro após a gestação e facilita a contração uterina que evita hemorragia.


O colostro não faz mal e nem se torna "insuficiente" para a criança mais velha (que normalmente terá mais de 6 meses e também já estará ingerindo outros alimentos).

E gente, mesmo que fosse, são em torno de 2 a 5 dias apenas! Você pode expressar e reservar para os primeiros dias após o parto.


Além disso, o leite da mãe terá anticorpos a partir da criança mais velha, e os passa para o bebê recém-nascido, o que reduz riscos de adoecimento por contaminação entre eles.


A hora de desmamar é quando a mãe quer seu corpo de volta.

E quando você estiver pronta, seu(a) filho(a) também estará.

Não aceite nenhum outro motivo! Empodere-se.


Referências

- Moscone & Moore - Breastfeeding during pregnancy. (1993)

- Flower, H. - Adventures in Tandem Nursing. (2003)

© 2018 by Marina Ferrari

EMAILverde.png
IGitemverde.png
faceverde.png
       Unauthorized use and/or duplication of this material without express and written permission from this site’s author and/or owner is strictly prohibited. Excerpts and links may be used, provided that full and clear credit is given to Marina Ferrari, with appropriate and specific direction to the original content.